Festividade do Conjunto Jardim do Senhor

Eu indico!

Festividade do Conjunto Jardim do Senhor (2011)

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Recebi esta mensagem por email e quero compartilhar com você.

A vida é cheia de desafios......Porém numa floresta existiam três leões, e a bicharada num momento de confusão perguntava entre si ,Se o leão é o Rei da floresta, devemos escolher um só para que este seja nosso Rei.
E isto foi de consenso geral.
Os leões sabendo da discussão, e sendo os três grandes amigos desde a mais tenra idade ficaram inseguros, porém aceitaram um desafio feito pelo macaco. Aquele que subir esta montanha "Difícil" primeiro, será nosso Rei!
E no dia marcado toda floresta compareceu, e o primeiro leão tentou escalar aquela montanha, porém não teve Êxito; o segundo tentou também não conseguiu, o terceiro tentou, adivinha.........também não conseguiu.
Afinal quem seria o Rei então?
Diante desta questão, a Águia que vinha da praia gritou:
-Eu sei quem é o nosso Rei!
E todos perguntaram:
-Mas quem poderia ser, se os Três leões tentaram e não conseguiram.
E a águia respondeu:
_Eu vi quando o primeiro leão ia indo embora, e este disse a si próprio: Esta montanha era mesmo difícil!
-Eu vi o segundo leão que disse:É quem poderia conseguir, esta montanha é insuperável.
-Porém o terceiro leão disse: Montanha você já chegou no seu tamanho final, desta vez você me venceu, mas ainda eu irei crescer e com certeza irei vencê-la!

Eis ai o grande Rei! o Rei que vence perdendo, que põe a derrota como vitória!

Derrotado não é aquele que perde, derrotado é aquele que desiste!!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Leia e reflita.

Ei Você...
Olhe à sua volta. Sorria para
seus amigos e para aqueles que você pode
conquistar. uma boa risada! Leia mais. Viaje
na imaginação. Cante uma canção. Lembre o aniversário
de seus amigos. Mude de penteado. Esteja disponível para
escutar. Retribua um favor. Admire o colorido e a beleza da
natureza. Permita-se errar. Retribua uma gentileza. Demonstre
que está feliz. Toque a ponta dos pés. Só por hoje, evite dizer:
"Não posso!”. Cante e assobie. Viva intensamente cada minuto.
Dê uma palmadinha nas suas próprias costas. Escute um
amigo. Feche os olhos e imagine as ondas do mar. Sinta
a brisa bater no rosto. Tenha bons pensamentos. Não
se isole. Seja otimista. Ajude a natureza.
Seja tolerante.
Espreguice-se.
Desperte! Ande
descalço. Diga
“Bem-vindo!” a
quem chegou.
Permita que alguém
o ajude. Agradeça!!
Saiba que não está sozinho.
Viva com “paixão”. Sem ela,
nada de grande se consegue!
(*** Autor desconhecido *** )

Achei esta mensagem no Blog Falando da Educação. Passe lá para conhecer, você vai adorar esse Blog. http://falandodaeducacao.blogspot.com

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Selinho que ganhei da amiga Ana Clara

Queridos, fui indicada pela amiga Ana Clara do Blog http://toca-dos-gatos.blogspot.com para ganhar este selinho. Muito obrigada querida, pela indicação.
Aí vão as regrinhas:
1- Postar o blog que te indicou e o selinho
2- Responder 5 coisas que te deixam feliz, mas feliz mesmo
3- Repassar o selinho para outros 5 blogs no mínimo

Coisas que me deixam feliz:
1. Ir à Igreja
2. Me reunir com a família
3.Passear
4. Comer uma comida bem gostosa
5. Saber que tenho saúde para fazer tudo isto.

Blogs indicados:
Sibitinhas Eva
Fazendo Arte na Escola II
Pedacinho do Meu Diario
Arte Bem Bolada
A arte de Ensinar e de Aprender

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Mais um selinho!!!

http://4.bp.blogspot.com/_fou8DeiKLNw/SqqiqgA9YLI/AAAAAAAAA6M/y0wEH_a5n1c/s400/Selinho+5.bmp

Obrigada querida Fanikita, adorei o selinho.
AS REGRAS PARA O SELINHO SÃO:

1- POSTAR O SELO;

2- COLOCAR NO SEU POST O BLOG QUE TE ENVIOU O SELO;

3- AGRADECER O BLOGUEIRO QUE TE OFERECEU O SELO;

4- DESCREVER CARACTERÍSTICAS SUAS;

5- INDICAR O PRÊMIO A 3 OU MAIS AMIGAS MERECEDORAS DO SELO.

Minhas caracteristicas:
Vânia: Mãe coruja, esposa fiel e filha obediente ...

indicações:
Cantinho Especial
Bloguinho da Vânia
Jardim daTia Dany


sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Linda mensagem de reflexão para os cristãos.

Nota de Falecimento


Faleceu na igreja dos negligentes e frios na fé a dona Reunião de Oração, que já estava enferma desde os primeiros séculos da era cristã.

Foi proprietária de grandes avivamentos bíblicos e de grande poder e influência no passado.

Os médicos constataram que sua doença foi motivada pela frieza de coração, devido à falta de circulação do sangue da fé. Constataram ainda: Dureza de joelhos que não dobravam mais, fraqueza de ânimo e muita falta de boa vontade.

Foi medicada, mas erroneamente, pois lhe deram grande dose de administração de empresa, mudando-lhe o regime; o xarope de reuniões sociais sufocou-a; deram-lhe injeções de competições esportivas, o que provocou má circulação nas amizades, trazendo ainda os males da carne: rivalidades, ciúmes, principalmente entre os jovens. Administraram-lhe muitos acampamentos, e comprimidos de clube de campo. Até cápsulas de gincana lhe deram pra tomar!

Resultado: Morreu Dona Reunião de Oração!A autópsia revelou: Falta de alimentação, como o pão da vida, carência de água viva, ausência de vida espiritual. Em sua memória, a Igreja dos negligentes, situada na Rua do Mundanismo, n° 666, estará fechada nos cultos de quarta e quinta-feira; aos domingos, haverá culto ou escola dominical, só pela manhã, assim mesmo quando não houver dias feriados, emendando o lazer de sexta a segunda.

Agora, uma pergunta para reflexão: Será que você não foi uns dos que ajudaram a matar a Dona Reunião de Oração?


Essa mensagem foi encontrada no blog Pedacinho do meu Diário http://fanikitadeisi.blogspot.com

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Papéis de carta com versículos bíblicos










Encontrei esses papéis de carta no site http://www.scrapsgospel.com Lá tem outras coisinhas super legais, passe para conferir.

Versículos Biblicos que achei no Scrapes Gospel

Versículos em Molduras em Scraps Gospel ®

Versículos em Molduras em Scraps Gospel ®

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

A Viagem de Trem

A Nossa vida é: como uma viagem de trem, cheia de embarques e
desembarques, de pequenos acidentes pelo caminho, de surpresas agradáveis com alguns embarques e de tristezas com os desembarques...
Quando nascemos, ao embarcarmos nesse trem, encontramos duas pessoas que, acreditamos, farão conosco a viagem até o fim: Nossos pais. Não é verdade?
Infelizmente, em alguma estação eles desembarcam, deixando-nos órfãos de seus carinhos, proteção, amor e afeto.
Muitas pessoas tomam esse trem a passeio.
Outros fazem a viagem experimentando somente tristezas.
E no trem há, também, pessoas que passam de vagão a vagão,
prontas para ajudar a quem precisa.
Muitos descem e deixam saudades eternas.
Outros tantos viajam no trem de tal forma que, quando desocupam seus assentos,
ninguém sequer percebe.
Curioso é considerar que alguns passageiros que nos são tão caros, acomodam-se em vagões diferentes do nosso.
Isso obriga a fazer essa viagem separados deles.
Mas claro que isso não nos impede de, com grande dificuldade, atravessarmos
nosso vagão e chegarmos até eles.
O difícil é aceitarmos que não podemos nos assentar ao seu lado, pois outra pessoa estará ocupando esse lugar.
Essa viagem é assim: cheia de atropelos, sonhos, fantasias, esperas, embarques e desembarques.
Sabemos que esse trem jamais volta.
Façamos, então, essa viagem, da melhor maneira possível, tentando manter um bom relacionamento com todos os passageiros, procurando em cada um deles o que tem de melhor, lembrando sempre que, em algum momento do trajeto, poderão fraquejar e, provavelmente, precisaremos entender isso.
Nós mesmos fraquejamos algumas vezes. E, certamente, alguém nos entenderá.
O grande mistério, afinal, é que não sabemos em qual parada desceremos.
E fico pensando: quando eu descer desse trem sentirei saudades? Sim. Deixar meu filho viajando nele sozinho será muito triste. Separar-me de alguns amigos que nele fiz, do amor da minha vida, será para mim dolorido. Mas me agarro na esperança de que, em algum momento, estarei na estação principal, e terei a emoção de vê-los chegar com sua bagagem, que não tinham quando desembarcaram.
E o que me deixará feliz é saber que, de alguma forma, posso ter colaborado para que ela tenha crescido e se tornado valiosa.
Agora, nesse momento, o trem diminui sua velocidade para que embarquem e desembarquem pessoas. Minha expectativa aumenta, à medida que o trem vai diminuindo sua velocidade... Quem entrará? Quem saíra?
Fico feliz em perceber que certas pessoas, como nós, têm a capacidade de reconstruir para recomeçar. Isso é sinal de garra e de luta, é saber viver, é tirar o melhor de "todos os passageiros".
Agradeço a Deus por você fazer parte da minha viagem, e por mais que nossos assentos não estejam lado a lado, com certeza, o vagão é o mesmo.
Autor: Silvana Duboc

Encontrei essa mensagem linda no Blog Toca dos gatos.
Faça uma visitinha!!!! http://toca-dos-gatos.blogspot.com

Livro do meu filhote.....Paulo Vítor


Encapei com plástico de bolinha vermelha, enfeitei e depois passei o contact por cima para proteger melhor.

Talvez você é o anjo.....

Pense Nisso!!!!

Eram aproximadamente 22:00 horas quando um jovem começou a se dirigir para casa.

Sentado no seu carro, ele começou a pedir:
- 'Deus! Se ainda fala com as pessoas, fale comigo.
Eu irei ouvi-lo.
Farei tudo para obedecê-lo'
Enquanto dirigia pela rua principal da cidade, ele teve um pensamento muito estranho:


- 'Pare e compre um galão de leite'.


Ele balançou a cabeça e falou alto:


- 'Deus? É o Senhor?'.


Ele não obteve resposta e continuou dirigindo-se para casa.
Porém, novamente, surgiu o pensamento:


- 'Compre um galão de leite'.


'Muito bem, Deus! No caso de ser o Senhor, eu comprarei o leite'.
Isso não parece ser um teste de obediência muito difícil...
Ele poderia também usar o leite.
O jovem parou, comprou o leite e reiniciou o caminho de casa.
Quando ele passava pela sétima rua, novamente ele sentiu um pedido:


- 'Vire naquela rua'.


Isso é loucura...
- pensou
- e, passou direto pelo retorno.
Novamente ele sentiu que deveria ter virado na sétima rua.
passou por algumas quadras quando de repente sentiu que devia parar.

Ele brecou e olhou em volta.
Era uma área mista de comércio e residência.
Não era a melhor área, mas também não era a pior da vizinhança.
Os estabelecimentos estavam fechados e a maioria das casas estavam
escuras, como se as pessoas já tivessem ido dormir, exceto uma do outro

lado que estava acesa.
Novamente, ele sentiu algo: No retorno seguinte, ele virou e dirigiu-se pela sétima rua.
Meio brincalhão ele falou alto:
- 'Muito bem, Deus. Eu farei'.
Ele


- 'Vá e dê o leite para as pessoas que estão naquela casa do outro lado da rua'.
O jovem olhou a casa.
Ele começou a abrir a porta mas voltou a sentar-se. -' Senhor, isso é loucura.
Como posso ir para uma casa estranha no meio da noite?'.
Mais uma vez, ele sentiu que deveria ir e dar o leite. Finalmente, ele abriu a porta...
- ' Muito Bem, Deus, se é o Senhor, eu irei e entregarei o leite àquelas pessoas.
Se o Senhor quer que eu pareça uma pessoa louca, muito bem.
Eu quero ser obediente.
Acho que isso vai contar para alguma coisa, contudo, se eles não responderem
imediatamente, eu vou embora daqui'.
Ele atravessou a rua e tocou a campainha.
Ele pôde ouvir um barulho vindo de dentro, parecido com o choro de uma criança.
A voz de um homem soou alto:
- 'Quem está aí? O que você quer?'
A porta abriu-se antes que o jovem pudesse fugir.
Em pé, estava um homem vestido de jeans e camiseta.
Ele tinha um olhar estranho e não parecia feliz em ver um desconhecido em pé
na sua soleira.
- 'O que é?'.
O jovem entregou-lhe o galão de leite.
- 'Comprei isto para vocês'.
O homem pegou o leite e correu para dentro falando alto.
Depois, uma mulher passou pelo corredor carregando o leite e foi para a cozinha.
O homem a seguia segurando nos braços uma criança que chorava.
Lágrimas corriam pela face do homem e, ele começou a falar, meio soluçando:
- 'Nós oramos.
Tínhamos muitas contas para pagar este mês e o nosso dinheiro havia acabado.
Não tínhamos mais leite para o nosso bebê.
Apenas orei e pedi a Deus que me mostrasse uma maneira de conseguir leite.
Sua esposa gritou lá da cozinha:
- 'Pedi a Deus para mandar um anjo com um pouco de leite...
Você é um anjo?'
O jovem pegou a sua carteira e tirou todo dinheiro que havia nela e
colocou-o na mão do homem.
Ele voltou-se e foi para o carro, enquanto as lágrimas corriam pela sua face.
Ele teve certeza que Deus ainda responde aos verdadeiros pedidos.
Agora, um simples teste para você:
- Se você acredita em Deus, mande esta mensagem para todos os seus
amigos, inclusive para a mesma pessoa que te mandou.
Você tem 24 hs por dia, gaste algumas delas para fazer o bem.
Quanto tempo você leva para parar um pouquinho e ouvir Deus?

Recebi de um amigo e estou repassando.. .
é uma história muito linda..

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Como proceder com crianças que gaguejam?

Gagueira: ajude seu aluno a se expressar melhor.

As causas da gagueira, chamada por especialistas de disfluência da fala, são um verdadeiro mistério. Várias pesquisas sugerem que ela pode ser genética, decorrente de disfunções fisiológicas ou de origem psicológica, porém, nada conclusivo.
Como ponto de partida é fundamental que pais e professores saibam diferenciar quando a criança realmente manifesta a gagueira.

É comum que crianças entre 2 e 4 anos, que estão passando pelo processo de aquisição de linguagem, apresentem comportamentos típicos da gagueira, como repetição de palavras, sílabas e sons, prolongamentos de vogais e bloqueios. Esses sintomas podem permanecer na fala por apenas alguns meses e depois sumir sem qualquer intervenção. É a chamada "remissão espontânea", que está ligada ao desenvolvimento da linguagem e não à gagueira.

Contudo, é importante estar alerta e acompanhar cuidadosamente tal comportamento de fala que, quando instalado por um longo tempo, passa a ser mais do que comportamentos resultantes do processo de aquisição da linguagem, assumindo-se como gagueira.

O profissional apto a realizar uma avaliação diferenciada é o fonoaudiólogo especializado no atendimento dos Distúrbios da Fluência, com conhecimentos científicos e práticos sobre gagueira. A terapia fonoaudiológica visa melhorar as relações de comunicação e minimizar tanto o distúrbio quanto o sofrimento moral e interno do paciente.



É de suma importância que pais e educadores realizem um trabalho de parceria, buscando a melhor maneira de proceder com o indivíduo gago. Partindo desse pressuposto, algumas condutas devem ser adotadas, tanto pelos pais no ambiente familiar quanto pelos professores na escola, que serão de grande avalia para essa relação de comunicação:

Em casa:

Nunca diga 'pare', 'pense', 'respire' ou 'calma'. A criança não está nervosa, está gaguejando;

Apesar da dificuldade em comunicar, não complete palavras para a criança;

• Não interrompa a fala da criança;

• Converse em velocidade confortável e de forma mais pausada;

• Reduza o número de perguntas;

• Busque olhar nos olhos da criança quando ela estiver falando;

Durante o diálogo deixe a criança falar mais e busque balançar a cabeça para indicar que está compreendendo o que ela está falando;

• Tenha um tempo a sós com o filho, para que ele tenha liberdade para contar tudo o que quiser.

Na escola:

Apresente para a turma a questão da gagueira. Explique que a criança gaga não é diferente de ninguém;

• Estabeleça um contato freqüente com a família para acompanhar o desempenho da fala da criança em casa;

• Adote uma postura de acolhimento, que não é ter dó, compreenda a dificuldade da criança;

• Não peça para a criança falar dessa ou daquela maneira;

• Compreenda que gagueira não tem nada a ver com
inteligência. Cobre da criança que gagueja o mesmo que cobra das outras crianças, com exceção da fala, é claro.

• Perceba os dias mais fáceis e os mais difíceis da criança, evitando expô-la, respeitando os dias mais difíceis;

• Estabeleça uma dinâmica de leitura em dupla ou coletiva;

• Em atividades pré-escolares, nunca deixe a criança para o final da brincadeira, porque essa atitude pode aumentar a ansiedade e o medo.

Por Elen C. Campos Caiado
Graduada em Fonoaudiologia e Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Ótima historinha para incentivar o aluno em fase de alfabetização a escrever


Mais papéis de carta encontrados na net.







segunda-feira, 7 de setembro de 2009