Festividade do Conjunto Jardim do Senhor

Eu indico!

Festividade do Conjunto Jardim do Senhor (2011)

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Uma história que serve de lição para nossa vida.

TRAPOS VELHOS

Certa vez um rei resolveu dar uma grande festa. Mandou, então, seus soldados, colocarem convites em todos os cantos do reino, convidando a todos, ricos ou pobres, para participarem da festa no castelo.

O povo se alegrou e correram pra se preparar para a festa.

Um mendigo que morava na cidade, ficou muito feliz, pois há muito tempo não comia decentemente. Ao se aproximar do cartaz com o convite, seu semblante foi aos poucos se transformando.

- Onde já se viu! gritava ele, esse rei é louco! esbravejou.

O mendigo estava desse jeito porque no final do convite, havia uma condição:

É obrigatório o uso de vestimentas especiais.

Onde iria conseguir tais roupas? Resolveu falar com o rei.

Logicamente os guardas do palácio barraram sua entrada.

Mas ele, da porta do castelo, gritava a pleno pulmões:

- Eu quero falar com o rei. Eu tenho esse direito.

Os Guardas sabendo que seu rei era muitíssimo sábio e bondoso resolveram comunicá-lo da presença do mendigo.

O rei prontamente mandou que o mendigo entrasse.

Depois que o mendigo apresentou suas razões o rei concordou com ele e disse:

- O que me pedes é muito justo, apenas roupas adequadas e limpas para vir à festa.

Chamou seu filho e disse:

- Leve esse homem ao quarto real e lhe dê roupas novas a sua escolha.

À medida que caminhava pelo interior do castelo o mendigo ficava boquiaberto com tanta beleza e tanta riqueza. O quarto real, então, era indescritível, era tão grande, mas tão grande, que seria capaz de se perder dentro dele. As roupas reais eram tantas, uma mais linda do que a outra, que o mendigo não soube escolher nenhuma.

Precisou de ajuda. O filho do rei então escolheu uma das mais belas vestimentas do pai para o mendigo.

Após vestir-se o mendigo pegou sua trouxa de roupas sujas e rasgadas e colocou-a debaixo do braço. Estava saindo quando o filho do rei lhe perguntou:

- Porque você não joga esses trapos fora?

- Ah não! Deixa assim mesmo, pois quando essas roupas novas se gastarem eu posso muito bem precisar desses meus trapinhos. Vou guardá-los aqui, debaixo do braço, bem perto de mim.

O mendigo virou as costas e saiu.

Chegou o dia da festa. Vieram muitos convidados de todos os cantos.

Todos se divertiam e comiam à vontade, exceto o mendigo, que, permanecendo com a trouxa de roupa velha debaixo do braço, não podia se servir, nem comer direito. A trouxa atrapalhava seus movimentos e com uma só mão era difícil de se virar. Não comeu quase nada e também não pode dançar.

A certa altura da festa o mendigo ficou tão irado com sua situação, que saiu dando pontapés em tudo que tinha pela frente. Saiu sem aproveitar da festa, sem comer nada, sem dançar e sem participar.

Tudo por causa da trouxa de roupas sujas que insistia em não largar.

Ao sair do castelo, praguejando, tropeçou numa de suas roupas velhas que pendia da trouxa e caiu do alto da escada. Rolou até lá em baixo.

Acabou todo machucado e com suas roupas todas rasgadas.

A música parou e a multidão fez silêncio. Todos olhavam horrorizados para o pé da escada, onde o mendigo permanecia estendido.

O rei foi chamado. O Rei parou em frente ao mendigo e disse:

- Não precisava ser assim... Não precisava.... As roupas que eu mandei lhe dar eram as mais especiais do reino. Mas você resolveu se apegar ao passado, resolveu agarrar-se aos seus trapos antigos.

Prendeu-se tanto a eles que não pode aproveitar a festa. Pior, o seu passado arruinou você.

Assim também somos nós, temos recebido constantemente durante a nossa vida, vestes especiais.

Precisamos saber aceitar o presente e esquecer os nossos trapos velhos.

É hora de jogar fora os trapos velhos.

--------------------------------------------------------------
Na filosofia oriental existe uma frase que diz:
"Desfazer-se do velho para dar lugar ao novo".

Dentro do ambiente de trabalho, de nossas mentes, nossas vidas,

precisamos em alguns momentos dar espaço para o novo, caso contrário seremos consumidos pelo que é velho, empoeirado e que não tem mais valor.

Como estão suas prateleiras, quartos, salas, escritórios, enfim, seu espaço físico e mental???

Seja feliz e renove-se!!!

Desenhos natalinos para colorir.




Mais uma ideia bem legal para o Natal!

Que tal fazer um mural como este enfeitado com esta linda árvore de cd? É uma ideia bastante original, encontrei no blog Eu amo a Educação Infantil. Passe lá para conhecer.
Corrigindo: O painel foi feito por Regina Maccari

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Reflita!!!

Esta é uma apresentação em power point muito bonita, é uma pena que eu não consegui postá-la com música. Prometo que assim que eu aprender, irei colocar a música.
Para vê-la na tela inteira do computador clique no botão que está ao lado direito de Email.

Imagine
View more presentations from vania21.




domingo, 25 de outubro de 2009

Papéis de carta natalinos





Estes aqui encontrei no blog http://suzettepaula.blogspot.com

sábado, 24 de outubro de 2009

O Natal está chegando!!!!!!!!!




Peguei estas dicas do site http://www.sonholilas.com.br. A partir dessa semana estarei postando no blog, de acordo com pedidos que recebí, dicas para o Natal.

Dica muito interessante para trabalhos em EVA


Artesanato em EVA
EVA estampado

Esta dica muito útil e que muitos podem usar para diversificar seus trabalhos com EVA foi dada por Jacirinha do blog Oficina de Criatividade.

Para estampar o EVA ela usa tecidos com estampas variadas, passa cola PVA (Cascorex Extra) em toda a placa de EVA e sobrepõe o tecido, deixando todo molhado com a cola, que, depois de seco, fica transparente e mais durinho.

Para saber maiores detalhes desta técnica clique aqui para acessar.

Achei esta dica no site http://www.sonholilas.com.br


sexta-feira, 23 de outubro de 2009

23 de outubro - Dia da Aviação


Um minuto memorável na história da navegação aérea", assim a publicação francesa L'Illustration saudou o feito do brasileiro Alberto Santos Dumont que, em 23 de outubro de 1906, com o biplano 14-Bis, levantou vôo e concluiu trajeto de 60 metros, mantendo-se a uma altura de 3 metros do solo. Graças a essa proeza, realizada no Campo de Bagatelle, em Paris, Santos Dumont conquistou a Taça Archdeacon – oferecida a quem conseguisse voar pelo menos 25 metros, com um ângulo de queda máximo de 25 graus. Com isso, tornou-se o primeiro homem a voar em um aparelho mais pesado que o ar.


A comissão do Aeroclube da França ficou tão deslumbrada que esqueceu de cronometrar o tempo de vôo e Santos Dumont teve de voar de novo. Em 12 de novembro, fez 220 metros em 21 segundos. Conquistou o primeiro recorde oficial da história da aviação e entrou para a história: deu asas ao homem e tornou-se o "Pai da Aviação".


Fascinação tecnológica

Antes de se apaixonar pela idéia de voar, Alberto Santos Dumont já era fascinado pelas máquinas. Nascido em 20 de julho de 1873, no distrito de Palmira (MG) – hoje, município que leva seu nome –, era o sexto filho do engenheiro Henrique Dumont. A mãe descendia de tradicional família mineira de Ouro Preto. Ainda criança, mudou-se para Ribeirão Preto, onde o pai fez fortuna com o café. Interessado em invenções tecnológicas, gostava de ler as mirabolantes aventuras de Júlio Verne e exercitava suas habilidades mecânicas nas máquinas da fazenda.

No ano da abolição da escravatura, Alberto e a família fazem uma visita a São Paulo. O rapaz, com 15 anos, vê pela primeira vez um feito inacreditável: num espetáculo público, um acrobata estrangeiro sobe aos céus num balão e depois atira-se de pára-quedas. Alberto fica deslumbrado. Lembra-se das noites estreladas de São João, Santo Antônio e São Pedro e dos balões que ele e seus companheiros faziam e que uma pequena mecha aquecida elevava aos céus.

No início da década de 1890, Henrique Dumont sofre um acidente e fica hemiplégico. Em busca de tratamento, a família vende as propriedades e parte para a França. Em Paris.

Fique ligado!

O 14-Bis era um biplano feito de bambu, alumínio e seda chinesa. Tinha 12 metros de envergadura e 10 metros de comprimento. Pesava, com o aviador, 220 kg e voava com motor de 50 HP. Para se ter idéia da potência do motor, o Uno Mille – carro popular de mil cilindradas – tem 58 HP de potência. Um pouquinho a mais que o 14-Bis.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Tudo sobre Matemática do 1º ao 5º ano | Nova Escola

Tudo sobre Matemática do 1º ao 5º ano | Nova Escola

Informação é tudo.



O que é indisciplina

Por trás desse problema - visto pelos professores como um dos principais entraves da boa Educação -, há a falta de conhecimento sobre o tema e de adequação das estratégias de ensino


Sua paciência está por um fio. A garotada voa pelos corredores, conversa em sala, briga no recreio, insiste em usar boné e em trazer para a sala materiais que não são os de estudo. Cansado e confuso, você se sente com os braços atados e a autoridade abalada. Não suporta mais as cenas que vê e não sabe o que fazer. Quer obediência! Quer controle! Quer mudanças no comportamento dos alunos!


Calma... Respire... Se você sonha com uma turma atenta e motivada, a primeira mudança necessária talvez esteja em você. É hora de rever sua ideia de indisciplina e o que há por trás dela. Pesquisa realizada por NOVA ESCOLA e Ibope em 2007 com 500 professores de todo o país revelou que 69% deles apontavam a indisciplina e a falta de atenção entre os principais problemas da sala de aula. Doce ilusão! O comportamento inadequado do aluno não pode ser visto como uma causa da dificuldade para lecionar. Na verdade, ele é resultado da falta de adequação no processo de ensino.

Para que você avance nessa reflexão, é preciso entender que a indisciplina é a transgressão de dois tipos de regra. O primeiro são as morais, construídas socialmente com base em princípios que visam o bem comum, ou seja, em princípios éticos. Por exemplo, não xingar e não bater. Sobre essas, não há discussão: elas valem para todas as escolas e em qualquer situação. O segundo tipo são as chamadas convencionais, definidas por um grupo com objetivos específicos. Aqui entram as que tratam do uso do celular e da conversa em sala de aula, por exemplo. Nesse caso, a questão não pode ser fechada. Ela necessariamente varia de escola para escola ou ainda dentro de uma mesma instituição, conforme o momento. Afinal, o diálogo durante a aula pode não ser considerado indisciplina se ele se referir ao conteúdo tratado no momento, certo?

Não é fácil distinguir entre moralidade e convenção. Frequentemente, mistura-se tudo em extensos regimentos que pouco colaboram para manter o bom funcionamento da instituição e o clima necessário à aprendizagem em sala de aula. "As crianças não enxergam a utilidade de um regimento ou dos famosos combinados que não se sustentam. Elas não sentem a necessidade de respeitá-los e acabam até se voltando contra essas normas", explica Ana Aragão, da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

A situação piora ainda mais se essas convenções se baseiam em permissões, proibições e castigos sem nenhum tipo de negociação. Se isso funcionasse, as escolas estariam todas em paz. Esse caminho - o mais comum - é tão claramente ineficaz que se tornou um dos principais motes das tirinhas de Calvin, o personagem questionador e cheio de personalidade criado pelo cartunista norte-americano Bill Watterson. Desde 1985, ele dá um baile na professora, mesmo sendo advertido constantemente. Nesta reportagem especial, você verá que as situações vividas por ele refletem uma concepção equivocada, por parte da escola, sobre as causas da indisciplina e as formas de lidar com ela.

Universal Press Syndicate
FALTA DE AUTORIDADE O que se espera da escola é conhecimento.
É isso que faz o aluno respeitar o ambiente à sua volta. Se a aula está
um tédio, ele vai procurar algo mais interessante para fazer. Universal
Press Syndicate

Sem sua ajuda, a criança não aprende o valor das regras

O movimento contínuo de construção e reavaliação de regras,
mais o respeito a elas, é a base de todo convívio em sociedade.
Da mesma forma que os conflitos nunca vão deixar de existir na
vida em comunidade - no contexto escolar, especificamente, eles
também não vão desaparecer. Saber lidar com eles faz com que
você consiga trabalhar melhor. Ensinar o tema aos alunos
também é uma tarefa sua. "Esperar que os pequenos, de modo
espontâneo, saibam se portar perante os colegas e educadores é
um engano. É abrir mão de um dever docente", explica Luciene
Tognetta, do Departamento de Psicologia Educacional da
Faculdade de Educação da Unicamp.

Muitos professores esperam, sem razão, que essa formação
moral seja feita 100% pela família. "Não se trata de destituí-la
dessa tarefa, mas é preciso enxergar o espaço escolar como
propício para a vivência de relações interpessoais", pondera
Áurea de Oliveira, do Departamento de Educação da
Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho
" (Unesp), campus de Rio Claro.

As questões ligadas à moral e à vida em grupo devem ser
tratadas como conteúdos de ensino. Caso contrário, corre-se
o risco de permitir que as crianças se tornem adultos
autocentrados e indisciplinados em qualquer situação,
incapazes de dialogar e cooperar. Pesquisa de 2002 com 120
universitários, de Montserrat Moreno e Genoveva Sastre, da
Universidade de Barcelona, indagou sobre a utilidade do que
eles aprenderam na escola para a resolução de conflitos na vida
adulta. Apenas 3% apontaram que os professores lhes ensinaram
atitudes e formas específicas de agir. "Esses resultados certamente
são próximos da realidade brasileira", afirma Luciene. "Nosso estilo
de ensinar é parecido, pois joga pouca luz sobre o currículo oculto,
aquele que leva em conta o sentimento do estudante, seus desejos,
suas incompreensões."
Universal Press Syndicate
DIDÁTICA INADEQUADA Não adianta exigir que os alunos
cumpram as tarefas se a estratégia de ensino e o tema não
dizem nada a eles. Universal Press Syndicate

Por quê criar um blog?????

Professor "blogueiro"

Desde que surgiram no mundo virtual, os blogs deixaram de ser apenas diários on-line para assumir funções muito mais significativas no processo de comunicação. Alimentados por especialistas, muitos deles acabam formando opinião por serem tão ou mais atrativos do que publicações jornalísticas consagradas. Basta acompanhar o número de clicks e posts comentando as notícias para saber quais são os mais bem sucedidos. Justamente o seu dinamismo e a possibilidade de ampliar a difusão de idéias é que faz do blog um aliado para quem procura e, também, produz conhecimento. É aí que, na opinião de especialistas, a ferramenta se traduz em uma grande aliada dos professores no processo de ensino/aprendizagem.

O uso do blog em sala de aula pode trazer mais dinamismo para a realização e apresentação de trabalhos, facilitar o dia-a-dia de professores e estudantes que têm no ambiente virtual uma espécie de arquivo de documentos, além de aproximar os alunos, que podem discutir idéias e opiniões sem que estejam no mesmo espaço físico e ao mesmo tempo. "É uma ferramenta incrível que auxilia os professores em suas atividades em sala, além de permitir uma maior exposição de seus conhecimentos para o público", ressalta a autora e docente de cursos on-line para a COGEAE da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), Fundação Vanzolini e UnicenP (Centro Universitário Positivo), Betina Von Staa.

A especialista acredita tanto no poder do blog na Educação que aponta diversas razões para que os professores busquem a tecnologia como aliada e passem a ter seus blogs como campus virtual de suas aulas ou vitrines de suas idéias e trabalhos. Segundo Betina, com o hábito de escrever e ter seu texto lido e comentado, não é preciso dizer que se cria um excelente canal de comunicação com os alunos, tantas vezes tão distantes. Além de trocar idéias com a turma, no blog, o professor faz isso em um meio conhecido por eles, pois muitos costumam se comunicar por meio de seus blogs pessoais. "O professor 'blogueiro' certamente se torna um ser mais próximo deles. Talvez, digital, o professor pareça até mais humano", reflete.

O aspecto mais saudável do blog, na opinião de Betina, é que os posts sempre podem ser comentados. Com isso, o professor, como qualquer "blogueiro", tem inúmeras oportunidades de refletir sobre as suas colocações, o que só lhe trará crescimento pessoal e profissional. "Este docente certamente começa a refletir mais sobre suas próprias opiniões, o que é uma das práticas mais desejáveis para um mestre em tempos em que se acredita que a construção do conhecimento se dá pelo diálogo", defende.

Não é preciso dizer que, com tanta conexão possibilitada por um blog, o professor consegue ampliar sua aula. Alunos interessados podem aproveitar a oportunidade para pensar mais um pouco sobre o tema, o que nunca faz mal a ninguém. Além disso, o blog permite que os próprios alunos vejam os trabalhos dos colegas e consigam fazer uma comparação das idéias resultantes de cada trabalho, o que é saudável para o aprendizado. Quem viveu isso na prática, defende que o recurso funciona e melhora a relação dos alunos com as atividades, além de suas reflexões sobre os trabalhos.

Sai o cartaz e a lousa, entra o blog e o You Tube

A professora de Geografia da Escola Walter Fortunato, de São José dos Campos, Juliana Terra, é um exemplo de prática bem sucedida. Tudo mudou em sala de aula quando, ao invés de cartazes com mapas pregados na lousa, ela propôs que seus alunos da 9º série - em média, com 14 anos de idade - passassem a utilizar ferramentas como o You Tube para criar seus projetos e apresentações e postá-los no blog da turma. "Foi um sucesso. Os alunos se mostraram mais interessados nesta produção porque poderiam utilizar outros recursos tecnológicos, além de tornar seus trabalhos públicos e, ao mesmo tempo, conferir e comentar os dos colegas", diz Juliana.

Para ela, o sucesso do blog em sala de aula é, também, uma vitória pessoal, já que torna seu trabalho mais atraente. "A motivação dos alunos é também a do professor. As aulas cada vez mais dinâmicas fazem com que eles participem e que o professor fique mais motivado", acredita. Além disso, tem o lado prático do ambiente virtual que também facilita, e muito, o dia-a-dia do professor e que, por isso, também desperta o seu interesse em aprender e dominar novas tecnologias. "Não preciso mais voltar para casa com pilhas de trabalho para corrigir. Basta que eu acesse os endereços postados pelos alunos para conferir e avaliar a produção. Depois disso tudo, passei a me interessar pelo You Tube, coisa que já tinha ouvido falar, mas nunca parado para acessar", lembra a professora.

Ela lembra ainda que, ao mesmo tempo em que o professor abre uma nova janela para ampliar seu conhecimento, os alunos (nativos digitais) também encontram novas aplicações para ferramentas que, na maioria das vezes, são usadas apenas para a diversão. "A grande maioria acessa os sites de vídeo para ver cenas engraçadas na Internet, nunca tinha parado para pensar que um trabalho de escola poderia ter sido feito e postado lá para que, assim, esteja visível a mais pessoas interessadas em tal conhecimento", afirma.

Fonte:http://www.universia.com.br/materia/materia.jsp?materia=14193

terça-feira, 20 de outubro de 2009

O significado das cores da Bandeira do Brasil, clique na imagem para visualizar melhor.

Fonte http://www.exercito.gov.br/Recrutinha

Máscaras para o Dia da Bandeira


Fonte http://anjinhosdepijama.blogspot.com

Atividade para o Dia da Bandeira

Mosaico de casca de ovo para o Dia da Bandeira

Dia 19 de novembro é o Dia da Bandeira. Que tal uma atividade manual com seus alunos? Que tal fazer uma bandeira com a técnica do mosaico? Só que esse é um mosaico diferente, feito com cascas de ovos. A idéia é do pessoal da Editora Informal. Visite o site deles e você encontrará outras sugestões de jogos e atividades interativas.

O mosaico foi uma forma de expressão artística importante no Império Bizantino. Na Itália ele foi muito utilizado nas construções religiosas, em paredes, teto e pisos de muitas igrejas. No Brasil, Portinari foi um artista que utilizou muito mosaico em suas obras.

É muito difícil repetir as formas do mosaico, pois seus pedaços são todos diferentes, o que faz com que cada objeto feito em mosaico se torne único.

Como fazer:

Inicialmente, faça o desenho da bandeira do Brasil.

Pegue casca de ovos (aproximadamente de 6 a 10, depende do tamanho dos pedaços que irá quebrar) e as lave antes de usar.

Separe tinta guache das cores verde, amarelo e azul. Eventualmente branca, se a casca for marrom, se for branca usamos com a cor natural.

Com um pincel ou até mesmo com o dedo pinte umas 2 a 4 cascas de verde, outras 2 a 4 de amarelo, 2 de azul e 1 de branco.

Após a casca estar pintada e seca, quebre-a em pedacinhos, separando as cores em diferentes potes (use um copo plástico de café descartável).

Passe cola branca na bandeira pouco a pouco e cole os pedacinhos, deixando o mínimo de espaços entre eles

Pronto, sua bandeira brasileira feita de mosaico de casca de ovos está pronta! Pesquise também um pouco sobre a história do mosaico e sua repercussão na arte para explicar aos seus alunos um estilo de arte que eles estão reproduzindo.

Esse desenho é otimo para fazer um cartaz para o dia da Bandeira

Essa aqui é para os casais!!!!!!

Quatro palavras para todo casal

Há quatro palavras que precisamos falar todos os dias para os nossos cônjuges.
Se não falamos em voz alta, precisamos pelo menos falar em nosso coração.
Estas palavras curam muitos dos males que prejudicam o casamento.
Ao falar estas palavras, a correspondente atitude tem que acompanhar. Se forem apenas palavras, nada adiantariam. E diga você estas palavras:

1. "EU TE PERDÔO".
Mt 6.12; 18. 21-22; 2Co 2.10; Ef 4.32
Estas palavras (e atitude) curam o ressentimento e amargura.
Pergunta para se fazer a si mesmo todos os dias: "Em que eu tenho ofendido ou defraudado? Pelo que eu sinto mal para com meu cônjuge?"

2. "EU TE ELOGIO".
Pr 31.28-31; 1Pe 3.7

Estas palavras curam a crítica e a acusação.
Pergunta para se fazer a si mesmo todos os dias: "O que meu cônjuge fez de bem hoje?"

3. "EU TE SIRVO".
Gl 5.13

Estas palavras curam o egoísmo e a omissão.
Pergunta para se fazer a si mesmo todos os dias: "Como eu posso ajudar meu cônjuge hoje?"

4. "EU TE AMO".
Gl 5.14; 2Co 4.5

Estas palavras curam a negligência.
Pergunta para se fazer a si mesmo todos os dias: "Como eu posso mostrar hoje o meu amor pelo meu cônjuge?"

Conclusão:
Se você falar todos os dias estas palavras para seu cônjuge, você terá um relacionamento conjugal que deixará os outros boquiabertos.
Deus quer que vocês vivam bem no casamento; quer também que você viva bem com ele. Faça a vontade de Deus em todas as áreas da sua vida.

Fonte http://irmavania.blogspot.com

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Jesus no sus

Leia e reflita.

Jesus Cristo resolveu voltar a Terra... E decidiu vir vestido de médico. Procurou um lugar para descer, escolheu no Brasil um posto de saúde do SUS. Viu um médico trabalhando há muitas horas e morrendo de cansaço. Jesus então entrou de jaleco, passando pela fila de pacientes no corredor, até atingir o consultório médico.

Os pacientes viram e falaram:

* - Olha aí, vai trocar o plantão.

Jesus Cristo entrou na sala e falou para o colega que podia ir, que ele iria tocar o ambulatório dali por diante. E, todo resoluto, gritou:

* - O PRÓXIMO.

Entrou no consultório um homem paraplégico em sua cadeira de rodas.

Jesus Cristo levantou-se, olhou bem para o aleijado, e com a palma da mão direita sobre sua cabeça disse:

* - LEVANTA-TE E ANDA!

O homem levantou-se, andou e saiu do consultório empurrando a própria cadeira de rodas. Quando chegou ao corredor, o próximo da fila perguntou:

* - E aí, como é esse Doutor novo?

Ele respondeu:

* - Igualzinho aos outros... Nem examina a gente!

Reflexão:
Tem gente que já recebeu o milagre, mas nem se toca, pois só vive pra reclamar ou botar defeito em tudo na vida.

Encontrei esta mensagem no blog http://irmavania.blogspot.com

sábado, 17 de outubro de 2009

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Dia dos Professores

smileys falando

RecadosOnline - Tecnologia em animações de Dia do Professor só para você!

Parabéns a todos os professores pelo seu Dia.

super mensagens

RecadosOnline - Designers exclusivos para os recados de Dia do Professor!

Dia dos Professores

Você sabe como surgiu o Dia do Professor?


O Dia do Professor é comemorado no dia 15 de outubro. Mas poucos sabem como e quando surgiu este costume no Brasil.

No dia 15 de outubro de 1827 (dia consagrado à educadora Santa Tereza D’Ávila), D. Pedro I baixou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil. Pelo decreto, “todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras”. Esse decreto falava de bastante coisa: descentralização do ensino, o salário dos professores, as matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e até como os professores deveriam ser contratados. A idéia, inovadora e revolucionária, teria sido ótima - caso tivesse sido cumprida.

Mas foi somente em 1947, 120 anos após o referido decreto, que ocorreu a primeira comemoração de um dia dedicado ao Professor.

Começou em São Paulo, em uma pequena escola no número 1520 da Rua Augusta, onde existia o Ginásio Caetano de Campos, conhecido como “Caetaninho”. O longo período letivo do segundo semestre ia de 01 de junho a 15 de dezembro, com apenas 10 dias de férias em todo este período. Quatro professores tiveram a idéia de organizar um dia de parada para se evitar a estafa – e também de congraçamento e análise de rumos para o restante do ano.

O professor Salomão Becker sugeriu que o encontro se desse no dia de 15 de outubro, data em que, na sua cidade natal, professores e alunos traziam doces de casa para uma pequena confraternização. Com os professores Alfredo Gomes, Antônio Pereira e Claudino Busko, a idéia estava lançada, para depois crescer e implantar-se por todo o Brasil.

A celebração, que se mostrou um sucesso, espalhou-se pela cidade e pelo país nos anos seguintes, até ser oficializada nacionalmente como feriado escolar pelo Decreto Federal 52.682, de 14 de outubro de 1963. O Decreto definia a essência e razão do feriado: "Para comemorar condignamente o Dia do Professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias".

Fontes:
Site www.diadoprofessor.com.br
Site www.unigente.com

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Um pequeno exemplo da Educação que temos hoje

Fonte ( http://miriamsalles.info/wp/?cat=63)

Antigamente o aluno era o responsável pelas suas notas. hoje em dia é o professor que tem que responder pelas notas baixas do aluno, ou seja, se ele não se esforçou e tirou nota baixa, a culpa é do Professor.
Isso é ser professor nos dias de hoje.

Charges super interessantes que encontrei neste endereço(http://miriamsalles.info/wp/?cat=63)

Acho que todas as pessoas no mundo deveriam tomar sempre este remédio chamado informação, pois só faz bem à saúde.
Até a Gripe Suína tem direito à férias.

Ofereço para todos os Professores este lindo cartão

Encontrei no http://gospel-driika.blogspot.com

quinta-feira, 8 de outubro de 2009